dUASsEMIcOLCHEIASiNVERTIDAS – concerto – 14/10

Colectivo de terapeutas do ruído. O seu som acaba por não se fixar em nenhum estilo pré-definido, vagueando algures entre o rock e o post-rock, o punk e o post-punk, o jazz e o free jazz, o noise e o easy listening e tudo o mais que aparecer pelo caminho. É ao vivo que o ruído deles melhor revela as suas capacidades terapêuticas, em concertos selvagens e intensos em que a imprevisibilidade é a única garantia.

http://www.myspace.com/duassemicolcheiasinvertidas

tocatinas - duassemicolcheiasinvertidas

Boris (quatro cordas & dupla personalidade), Desmarques (guitarra & feedbacks anestesiantes) e Gee Bees (bateria & hiper-ritmia), aos quais por vezes se juntam Flapi (sopros & hiperventilações), X (teclados, saxofone & efeitos secundários), soRRisoeMeio (malabarismos & contorcionismos).

Anúncios

a teoria está na moda? debate com Ana Drago, Bruno Dias e Nuno Nabais – Unipop – 13/10

festa de lançamento da revista da Imprópria – Unipop – Cancelada! aqui programa alternativo

Clicar na imagem para ver ampliada


a terceira diáspora – lançamento do livro de Goli Guerreiro – 12/10

arte em madeira, cotonu, benin, 2008

A antropóloga Goli Guerreiro vem especialmente do Brasil à nossa cidade para apresentar no Bartô os seus livros Terceira diáspora: o porto da Bahia e Terceira diáspora: culturas negras no mundo atlântico. Além da apresentação do livro pela própria e pela professora Manuela Ribeiro Sanches, especialista em estudos pós-coloniais, serão projectadas as imagens do livro, como aconteceu na Trienal de Luanda e no Rio de Janeiro (no Museu de Arte Moderna). De seguida abrir-se-á o debate sobre trocas culturais.

elsa casanova – fado – 11/10

Sentir as palavras, os batimentos da viola e da guitarra, o vibrar de quem ouve é essencial para que aconteça FADO. É esse o convite que Elsa Casanova nos faz nesta sua vinda ao Bartô, embalando em poemas e melodias o amor, a saudade mas também a alegria. Enfim, o sentir deste povo através da sua música de eleição: o FADO!

fado é bondage - elsa casanova

(in)continente – Romeu di Lurdes 9/10

Romeu di Lurdes  – traz os ritmos cabo-verdianos e na alma africanidade para celebrar, transmitir e viver a sua raíz cultural no batuque, tabanca, funaná, Finaçon (ilha de Santiago), mornas, coladeras e cola san jon das restantes ilhas da morabeza.

romeu di lurdes

dj Lucky – sábado 8/10

influências angolanas como o semba, passando pelo blues, jazz, afrobeat, dub ou mesmo reaggae, sem esquecer o soul, funk, disco, hip hop classic, tudo a culminar no Groove. luckyfunkybeat.blogspot.com

dj lucky

e ainda na inauguração bailarico sofisticado (dj)

Imagine-se que, durante umas horas, poder-se-ia apagar fronteiras com uma borracha, acender fogos com dois calhaus e ser-se de qualquer tribo, da África à Europa de Leste, passando por Brooklyn e praias tropicais. É que, desde 1999, pode ser-se cidadão do mundo com um Bailarico Sofisticado assim – que o digam os milhares de pessoas que, com eles fazem, nascer o Sol no encerramento do FMM de Sines.

bailarico sofisticado