Celina Pereira ao vivo (in)continente, este domingo, dia 20 às 23h

Um concerto sobre as viagens que as músicas fazem. E as mornas sempre doces nesse crioulo! As cantigas de roda são parte da nossa identidade que se está a perder, porque a globalização faz dissipar certas referência. As canções vieram do Cancioneiro Popular Português, são europeias e não africanas, mas chegaram a Cabo Verde, Angola, Moçambique e Brasil e transformaram-se. Por exemplo, todos cantámos na escola o “Que linda falua que lá lá vem”. É uma viagem identitária a das cantigas. Há muitas coisas que nos separam, e muitas outras que nos unem, e a música é uma forma de partilha e de memória colectiva, para o bem e para o mal. Uma noite de grande envolvimento.

Anúncios

Deixe um comentário

Ainda sem comentários.

Comments RSS TrackBack Identifier URI

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s