dia 4 domingo (in)continente com Kizua Gourgel

Costuma dizer-se que “filho de peixe sabe nadar”. Verifica-se na história do músico angolano Kizua Gourgel, filho de Beto Gourgel. Herdeiro de um dom que lhe permite afirmar-se, o músico vem dando continuidade ao que o seu pai deixou como legado. Em Angola dispensa apresentações, actua em palcos desde novo (conquistou prémios desde o “Festival da canção da LAC”, “Top Rádio Luanda”, “Melhor Trovante – Casa Blanca”, foi uma das atracções do “Festival de Jazz de Luanda” em 2011) e no Bartô vai surpreender com a sua voz rouca e postura em palco. Mais informações sobre o músico aqui:
http://www.opais.net/pt/revista/?det=22881&id=1639&mid=
convidado: PM aka Poderoso Mensageiro

dia 3, sábado, GIRÓDISCO Festa “trinta por uma linha”

Celebramos a chegada aos trinta com um incrível elenco de djs: DDJ (Pedro e Diana), dj Baloo (Ricardo Noronha), dj Mountain (Márcia Lança) e dj Deutsche grammophon (Miguel Cabral). No prefácio do romance de Balzac “A Mulher de Trinta Anos”. “Meditação complexa sobre os danos da transgressão social e moral, o inelutável cortejo de catástrofes que ela implica: os “primeiros erros” inauguram uma fatalidade que, de elo em elo, semeará a desgraça numa família, inevitáveis sequelas da irresponsabilidade e da desobediência.”
das 22h às 4h

Dia 2, sexta-feira, Tocatinas com Birds are Indie

Um rapaz e uma rapariga de Coimbra apaixonaram-se há 14 anos. Começaram a fazer músicas no início de 2010 e entretanto editaram dois EPs pela netlabel Mimi Records, estando já a gravar o seu primeiro LP. Continuam a ser um projecto absolutamente descomprometido e nada virtuoso. Agora um pouco menos rudimentar e talvez um pouco mais afinado. Persiste, ainda, o amor.

entrada 3 euros

dia 1 Quintas Dimensões com Pas de Problème

Banda ambulante com dois anos multi-instrumental performativa, intérprete de clássicos klezmer, soundtracks populares, standards de jazz e originais com melodias semelhantes aos efeitos produzidos pela voz humana. Criam-se momentos insólitos com o intuito de fazer a festa, associados à figura do ”misèrable” trapalhão “Like the Movies”, abrindo espaço para a dança e padráda, uma componente determinante. Graças a um cão zarolho juntaram-se desconhecidos dos tempos de escola, em jam’s e arruadas, copos e pázadas.

ENTRADA 2 EUROS

Dia 29, quarta-feira, conversas bravias aHrimã.Rosa

Do já decenário matrimónio criativo entre A. Lopes (Robot Dealer) e R Ramos (Urübuzzy, R.A.M.oz, the_chip.e$t_whore) nasce uma performance de rock industrial que deambula entre a progressão psicadélica dos anos 70 e a electrónica obscura, servindo de cama de pregos a uma poesia marginal, urbana e futurista que o poeta Paulo Jorge Brito e Abreu apelidou de “A Reencarnação Dada”.
http://www.myspace.com/coisarosa

Dia 26, domingo, (in)continente 22h Mestre Capitão y Kambas

O músico-actor-percussionista angolano Mestre Capitão, conhecedor de ritmos afro-latinos e não só, trabalha com quase todos os músicos africanos de renome residentes em Portugal e espalhados pelo mundo. Desta vez apresenta o seu projeto Mestre Capitão y Kambas com sons quentes da banda, entre sembas, kilapangas, rebitas e kabetulas e outros mais improváveis. A não perder este espectáculo irrepetível.
Nir – bateria, Renato – baixo, João – guitarra solo, Sting – guitarraritmo, Mestre Capitão – percussão e voz; e outros artistas convidados
ENTRADA LIVRE

Dia 25, sábado, girodisco BAILARICO SOFISTICADO (DJ)

Imagine-se que, durante umas horas, poder-se-ia apagar fronteiras com uma borracha, acender fogos com dois calhaus e ser-se de qualquer tribo, da África à Europa de Leste, passando por Brooklyn e beijando praias tropicais. É que, desde 1999, pode ser-se cidadão do mundo com um Bailarico Sofisticado assim – que o digam os milhares de pessoas que, com eles, fazem nascer o Sol no encerramento do FMM de Sines.