22 domingo (In)continente Mamadu Baio com Super Camarimba

No estilo afro-mandinga, o músico da Guiné-Bissau, Mamadu Baio, traz a tradição de griots e os instrumentos tradicionais (balafon, kora, djambé, dundumbá, etc.) da sua aldeia Tabato. Mamadu esteve no Mali a gravar um cd de originais, no estúdio Moffou de Salif Keita, com o seu grupo Super Camarimba.
Este conjunto dinâmico de jovens artistas de Tabato utiliza instrumentos e estilos de dança tradicionais, desenvolve técnicas novas que combinam diferentes influências musicais, promove as tradições “Afro-mandinga” dos seus anciães em atuações na Guiné Bissau, Guiné Conacri, Senegal e Gâmbia. Neste momento Mamadu Baio encontra-se em Lisboa por três meses para desenvolver-se musicalmente e conhecer outros artistas com quem possa trocar experiências e promover o trabalho dos Super Camarimba. Numa altura em que a Guiné está em mais uma situação delicada temos o privilégio de receber esse grande músico no Zona Franca no Bartô.
supercamarimba.blogspot.com

ENTRADA LIVRE

Anúncios

Deixe um comentário

Ainda sem comentários.

Comments RSS TrackBack Identifier URI

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s