3 domingo (in) continente com Saturnino

Saturnino Gibels
Este compositor, poeta e intérprete nasceu em 1986 em Bubaque, Guiné Bissau. Em 2003 foi membro fundador da banda musical Os Mantambezza. Em 2005 foi para a Rússia com bolsa de estudo, onde ganhou um festival internacional de novos autores. Em 2007 decidiu vir para Portugal para enfrentar novos desafios e tentar a sua sorte artística. Em 2008 foi convidado por Patché di rima para participar na colectânea musical Projecto Horizonte, sendo a sua música o single da promoção. Juntamente com Patché di Rima criou um novo estilo musical, o SIKO MUSIC, fruto de uma longa luta para conquistar o seu próprio espaço cultural, mas também convidando o mundo a descobrir as riquezas culturais da Guiné-Bissau e convidar todos os guineenses e a sua diáspora para fazer uma nova abordagem. Foi convidado por Juka Delgado para fazer parte das histórias da musíca da Guiné interpretada pela Eneida Marta. Participou no albúm Rendez-vous de Siko e no Willy Mansa, a convite de Ammy Injay.

2 sábado giródisco Ta Tud Fdd Dj Colective

Joanito Guitarras, Johnny Tequilla, Hamburguer e Palhinhas
Nascido num clima de esperanças e incertezas, numa outra pista de dança qualquer, ‘’Ta Tud Fdd dj Collective’’ promete uma noite cheia de alegria, sempre ao som dos maiores clássicos da segunda metade do séc. XX e início do XXI. Faremos uma viagem pelos tempos em que o rock’n’roll era uma arma, passando pelos hit’s pop e disco 80’s, sem esquecer o rock dos 90’s. Com muitas surpresas pelo meio certamente vamos agradar, desagradar, deprimir, e até fazer delirar com os nossos desgostos musicais. género: loucura

1 de junho, sexta, tocatinas

The Sullens

The Sullens nascidos em Sullenville decorria o ano de 1997. Após um longo interregno em 2007 Zuzu Mamou, Hell, Little Johnny Jewel, Shark Skin Charles e Rick Calavera regressaram para dar continuidade ao “Rodeo”. 2009 foi o ano de “Death Rattle Saloon”.
2012 é o ano de “ Devil“s Road “ e com ele veio Miss Evangeline Proudfoot.

ENTRADA 3 EUROS

31 quintas dimensões com Sérgio Godinho

Lançamento de dois livros de Sérgio Godinho: Sérgio Godinho e as 40 ilustrações e o livro de crónicas Caríssimas 40 canções da editora Abysmo. Conversa entre o autor e João Paulo Cotrim. Com a presença dos ilustradores.

Todos temos as nossas canções do Sérgio Godinho, que acompanham a nossa vida e se confundem com um património pessoal. Esta é a oportunidade para ouvir estórias das canções pela voz falada desse grande escritor de canções e cronista do quotidiano.

….

Sérgio Godinho e as 40 Ilustrações

“Ilustrada a música destas quarentas maneiras, percebo agora melhor o que dizem as palavras e os sons.”
Sérgio Godinho

“Quarenta anos ou mais se podem encontrar em cada canção de Sérgio Godinho, os minutos todos enrolados num novelo, que ora fica na garganta ora nos desce aos punhos, pedras que desatam a série de ondas concêntricas da memória que ainda agora está por nascer.”
João Paulo Cotrim

Neste livro combinam-se letras de canções e ilustrações de quarenta ilustradores portugueses. As canções de Sérgio Godinho serviram de inspiração a nomes como Jorge Colombo, André Carrilho, João Maio Pinto, Nuno Saraiva ou Luís Lázaro.
Este livro marcou também a estreia da editora Abysmo e é o resultado da colaboração entre Sérgio Godinho, que escolheu as letras, e João Paulo Cotrim, o editor, que escolheu os ilustradores.

Caríssimas 40 Canções, Sérgio Godinho e as Canções dos outros

“Sou um músico. E na música englobo as palavras – nesse aspecto, sou um poeta; englobo o estar em palco – e nesse aspecto, sou um cantor; e sou também um compositor, porque também faço melodias e ritmos.”
Sérgio Godinho

Neste livro, no ano em que foi celebrando uns bem medidos 40 anos de canções, Sérgio Godinho abordou, em crónica semanal no jornal Expresso, outras tantas canções de amigos e conhecidos ou isso se tornaram depois de ouvidos, apesar de terem desaparecido ou nunca se terem cruzado. Aqui se reúnem esses textos, revistos e aumentados, que são janelas para nomes como Bob Dylan ou Zeca Afonso, Noel Rosa ou Caetano, mas também Jacques Brel ou The Beatles, sem excluir The Kinks, José Mário Branco ou Tony de Matos. Não ficaremos apenas a saber mais sobre cada uma das canções, mas sobretudo a visão íntima de quem conhece a música, os instrumentos, os intérpretes e a sua circunstância.

27 domingo (in) continente Congo Stars

Uma banda com sons e ritmos quentes de origem africana. Desde os sukus do Congo Kinshasa, ao semba, rumba, salsa, kilapanga, kizomba, sem esquecer a nova dança lele lele. Não faltem a este espectáculo de prazer musical.

26 sábado, Especial noites femininas, Swnging Sisters

A música pode mudar (e muda mesmo) do Soul para o Rock, e depois do Electro para o Ska, e ainda do Yé Yé para o Pós Punk, e voltar ao início, mas o que não muda é a boa disposição e performance informal das três DJ´s que dão pelo nome de Swinging Sisters. A Twiggy, a Lady Brighton e a Miss Parsley. Enquanto colocam as músicas dançam, saltam, fazem que cantam, enganam-se a carregar nos botões, tudo o que nós, humilde público, por vezes temos pudor de fazer. Mas com elas ao vivo o vírus pega-se e somos levados a swingar em uníssono.

25 sexta Especial África concerto + dj

Vem curtir uma grande noite africana de celebração do dia de áfrica!

dia 25 de Maio, sexta-feira, das 22h às 4h ENTRADA LIVRE

concerto de grandes músicos guineenses, com

Zeras Bunca Sanha, vocalista
Sadjo Csssamá- ritimista
Sanha- viola baixo
Wié- batarista
Zeca Lucassa- viola solo
Kabum-djembé
Artista convidados: Xangai, Zezé e Dinis Costa.
seguido de:

Lady GBrown
LadyGold&Brown A.K.A LadyGBrown nasce em 2003 quando quis partilhar essa paixão com mais gente. Por  influência de amigos como Selekta Lexo (Raska), Dr Bastard entre outros, começou por tocar no Bob Rasta na altura o único bar de reggae no Bairro Alto. Foi residente no bar do Colectivo Club Naval; Mexe Café; Velvet; Mesquita bar; Espaço Groove Art; Summer Echo-Costa da Caparica; Bar L; Groove bar;  Maxime;  Mood; Souk; Left; Bacalhoeiro;  MusicBox;  Jamica; Club Europa; Lisboa Festival África/Lisboa Mistura/Festival de Cinema Africano com Colectivo AfroBlu;  Club Ferroviario; Bar do Cais; Pensão Amor; Arte & Manha. Faz parte do Colectivo AfroBlu Dj’s com João Gomes- Cool Hipnoise, Johny- Cooltrain Crew e Dj Lucky. É um projecto de Música Negra onde fazemos uma viagem desde os anos 60 até aos dias de hoje, MiriamMakeba; Cesária Evora; Salif Keita; Pantera; Jorge Ben Jor; Miles Davis; Elias dia Kimuezo; PauloFlores; Bezzera da Silva; Nigga Poisson e muitos outros. O ritmo saí do continente negro, cruza o Atlântico rumo às Caraíbas e recarrega as baterias em Portugal.

VEM DANÇAR!!!!